Asfalto na Cabeceira do APA gera oportunidades e investimento segue em corredor que ligará à Bioceânica

Categoria: Geral | Publicado: terça-feira, dezembro 27, 2022 as 06:03 | Voltar

Um cenário que se tornou comum em diversas regiões de Mato Grosso do Sul chegou há menos de um ano na MS-166, entre Antônio João e a Cabeceira do APA, distrito de Ponta Porã. O trecho de 23 quilômetros que antes era estrada de chão ganhou asfalto e já está mudando a realidade do pequeno povoado.

Dona do Mercado Beira Rio, às margens da rodovia, Marly Nunes Fernandes, 51 anos, vê o progresso chegando no distrito que já era movimentado por se tratar de um corredor que liga importantes polos do agronegócio. “O movimento já era grande nessa estrada mesmo sem asfalto. Com o asfalto ficou ainda mais e isso é bom para a gente que mora e trabalha aqui”, disse. Com a estrada pavimentada, o acesso de fornecedores para abastecer o mercado fica mais viável. “É mais seguro [o acesso] e conseguimos ter mais opções de produtos no mercado”, acrescentou.

“A gente sofreu muito”, relembra o também comerciante do distrito, Nilson Pereira, 63 anos, que mora na comunidade desde 1984, onde tem uma lanchonete. “A gente fazia comida e chegamos até a parar um tempo por conta do poeirão que era demais”, recordou. Com o trecho pavimentado, as coisas melhoraram não só para Nilson e Marly, mas para todos os moradores que precisam passar pela rodovia em direção a Antônio João, ou vice-versa. A segurança viária e a rapidez no trajeto são uma realidade que garante oportunidade e desenvolvimento.

Integração com a Bioceânica

A transformação vivida na comunidade será uma realidade para toda a região de Antônio João, Ponta Porã, Maracaju e Guia Lopes da Laguna. A MS-166 receberá mais um trecho asfaltado, nos 13 quilômetros da Cabeceira do APA até o entroncamento com a MS-382. A obra está orçada em R$ 29,4 milhões.

Já seguindo pela MS-382, dois lotes estão em pleno andamento até chegar à BR-060, em Guia Lopes. O primeiro que contempla 37 quilômetros da rodovia já está pavimentado e o segundo, de 39 quilômetros, 12 já tem asfalto e os trabalhos seguem ao longo da rodovia com serviços como terraplanagem. Juntos os dois lotes somam mais de R$ 156 milhões em investimentos.

Também faz parte do corredor de integração com a Bioceânica a pavimentação da MS-270, em um trecho de 35 quilômetros do entroncamento com a MS-164 (Copo Sujo) até a MS-166 (Cabeceira do APA). Para pavimentar o trecho estão sendo investidos R$ 45.358.671,03.

“São obras importantes que já vinham sendo executadas e quando assumi a Seinfra, o pedido do governador foi de continuar os investimentos e assim estamos trabalhando. O primeiro lote da MS-382 já está com condições de ser inaugurado e o segundo lote já está bem encaminhado. A pavimentação dessas três rodovias será de suma importância para o desenvolvimento do Estado e caminha paralelo ao projeto da Bioceânica”, destacou o secretário de Estado de Infraestrutura, Renato Marcílio.

A pavimentação da MS-166 já concluída e que está em licitação, os dois lotes da MS-382 e a obra na MS-270 soma mais de 262 milhões de investimento em 147 quilômetros de rodovia.

Joilson Francelino, Seinfra
Fotos: Edemir Rodrigues

Publicado por: Joilson Francelino Santana

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.