Governo do Estado garante moradia digna para 180 famílias de Dourados

Categoria: Notícias | Publicado: terça-feira, junho 18, 2019 as 14:42 | Voltar

Nesta semana, 420 famílias de Campo Grande e Dourados realizaram o sonho da Casa Própria por meio de subsídios estaduais

Dourados (MS) – Famílias de Dourados realizaram o sonho da casa própria e comemoraram a entrega das chaves de 180 unidades habitacionais, no Residencial Itapiranga I e II, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida “Faixa 1,5”. Essa faixa intermediária foi desenvolvida para famílias com renda mensal até R$ 2.600 e a solenidade de entrega aconteceu nesta segunda-feira (17.6) em Dourados.

Dos 180 apartamentos, 64 receberam subsídios entre R$ 1,5 mil e R$ 5 mil do governo do Estado para a financiamento do imóvel. Só para este empreendimento o valor total do subsídio do Estado foi de R$ 240 mil. Na solenidade de entrega o vice-governador e secretário Estadual de Infraestrutura (Seinfra), Murilo Zauith, destacou o trabalho do governo do Estado na construção de novas moradias no Estado: “Estamos atentos a esta demanda crescente por moradias e não mediremos esforços em buscar meios de ampliar este acesso”, declarou Zauith.

Para a diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), Maria do Carmo Avesani Lopez, a modalidade 1,5 é de extrema importância e beneficia quem está em busca de um lar:  “Existe esforço das famílias, do governo Estadual, federal e do setor privado que faz o projeto. É com essa soma de esforços que estamos conseguindo melhorar a qualidade de vida do cidadão, produzindo uma moradia de qualidade.

Entregas das chaves do Residencial Itapiranga I e II, em Dourados.

Pai de dois filhos, Ancelmo de Jesus não conteve a alegria ao receber a chave de seu apartamento novo. “Eu até achei que não iria dar certo, mas graças à Deus vou sair do aluguel. Só tenho a agradecer pela ajuda, principalmente pelo valor que ajudou no pagamento de entrada”.

Cada apartamento possuí 42 m², com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Considerado modelo, o empreendimento foi construído com o objetivo de oferecer segurança e qualidade de vida aos moradores. Sua área externa comporta área verde, lixeiras para o condicionamento do lixo orgânico e reciclável, para raios em cada bloco, cerca elétrica e playground infantil.

Para o cálculo do subsídio do Estado, o agente financeiro aplica primeiramente o subsídio concedido pelo governo federal e o FGTS do proponente quando houve, para então calcular o subsídio necessário para o complemento.

O valor máximo de subsídio é de R$ 6 mil para Campo Grande, R$ 5 mil para Dourados e R$ 3 mil para os demais municípios acima de 50 mil habitantes. O valor mínimo é de R$ 1,5 mil.

Texto: Rosana Moura  – Agência de Habitação Popular. 

Fotos: Marcos Pierry (Prefeitura de Dourados) e Moisés Silva (Seinfra).

Publicado por: Jessika Machado

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.